ANAC CONVIDA AERONAUTAS PARA DISCUTIR FUTURO RBAC SOBRE FRMS

Os aeronautas, representados por especialistas de SNA, ABRAPAC, ASAGOL e ATT, estiveram reunidos na última sexta-feira (13/11) com a gerência de fatores humanos da ANAC, no Rio de Janeiro. A motivação do encontro foi discutir aspectos do futuro RBAC sobre FRMS.

Os técnicos da agência explicaram aos aeronautas os trâmites internos para a publicação de normativas. Neste caso específico, aguardam a finalização do processo legislativo que atualmente tramita na Câmara dos Deputados (futura Lei do Aeronauta) para em seguida iniciar o processo de construção do respectivo RBAC.

Os aeronautas agradeceram o convite e aproveitaram a oportunidade para expor aos técnicos da ANAC sua visão de um modelo que fortaleça os aspectos de segurança e que seja sustentável, adequando-se à realidade brasileira.

Os aviadores também mostraram diversos dados de fadiga de tripulantes obtidos em experimentos recentes realizados no Brasil e em outros países.

Por fim, levaram também ao conhecimento da ANAC um estudo inédito, baseado no modelo biomatemático SAFTE-FAST. Produzida por meio de parceria entre a USP e o Institutes for Behavior Resources (IBR), a pesquisa revela análises de risco considerando limites de jornada e cenários típicos de programações de voo nas escalas dos tripulantes.

O estudo será enviado formalmente para a agência e publicado para a comunidade aeronáutica em breve, fornecendo uma abordagem científica baseada no modelo SAFTE-FAST para o gerenciamento do risco da fadiga na aviação civil brasileira.