ABRAPAC NA REUNIÃO DO COMITÊ NACIONAL DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES (CNPAA)

unnameSDSDDd

A ABRAPAC esteve presente esta semana na 65º Sessão Plenária do Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CNPAA). Representaram a associação a advogada Priscila Dower Mendizabal e o diretor de assuntos técnicos, comandante Artur Lobo ( na foto acima, à direita).

A sessão aconteceu no CENIPA, em Brasília/DF, e reuniu representantes de organizações civis e militares para discutir soluções de problemas ligados à segurança de voo. Ao longo dos dois dias de discussões, o Comitê debateu diversos temas.

A Comissão do Risco Baloeiro apresentou propostas de ações para mitigar o risco da soltura de balões de ar quente não tripulados. Entre as ações sugeridas, está a emissão de NOTAM para alertar as tripulações a respeito da presença de balões no espaço aéreo.Segundo Philipe Pacheco, representante da Associação dos Tripulantes da TAM e membro da Comissão, outra ação importante é a conscientização da população quanto ao perigo da soltura de balões também para os aviões, já que as campanhas atuais costumam focar apenas no risco de incêndios em terra.

Para implementação futura, a Comissão sugeriu que as leis restritivas à soltura de balões de ar quente não tripulados contemplem o risco dos incidentes e acidentes que expõem a atividade aeronáutica.

A Comissão de Avifauna, por sua vez, debateu propostas para mitigar o risco e evitar incidentes e acidentes envolvendo aeronaves e fauna nos aeroportos. De acordo com o Comandante Augusto da Fonseca Viana, piloto da Gol Linhas Aéreas e coordenador da Comissão, as empresas aéreas têm custo médio anual de 10 milhões de dólares em função das colisões com aves, o que estimula o cuidado no gerenciamento desse risco.

Viana também destacou que é importante instigar a cultura de reporte de colisões, quase colisões e avistamentos com fauna. Segundo ele, boa parte das colisões com fauna é identificada pelos mecânicos.

A partir das atividades da Comissão, as empresas incorporaram a Ficha CENIPA 15 nos database, fazendo com que piloto ou mecânico preencham formulário único, que alimenta o banco de dados da companhia e do CENIPA ao mesmo tempo.