JOGOS OLÍMPICOS: AS ALTERAÇÕES DO ESPAÇO AÉREO

A FAB apresentou o planejamento para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, em evento realizado no DECEA, no Rio de Janeiro. Foram detalhadas as ações de gerenciamento do fluxo de tráfego aéreo, defesa aérea e missões em terra.
O espaço aéreo terá regras especiais durante o período dos jogos, com restrições para sobrevoo na cidade do Rio de Janeiro e outras envolvidas no evento.
Serão ativadas três áreas de restrição: branca, amarela e vermelha, com diferentes proibições e restrições de voo. Nas cinco áreas vermelhas, cada uma com 7,4 quilômetros de raio, estabelecidas sobre os complexos esportivos, só poderão voar aeronaves que possuam autorização expressa do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA).
A ABRAPAC recomenda a todos os aviadores a leitura da AIC e a busca de informações detalhadas.
Ressaltamos que as autroridades estabeleceram um nível de tolerância muito estreito no que tange a desvios de rotas, fato que pode desencadear interceptações por aeronaves da FAB e sanções aos aeronautas que não observarem com rigor as regras especiais.

Clique aqui para ver o documento