JORNADA DESTACA NECESSIDADE DE UNIÃO DOS PILOTOS

20160824_091848A necessidade de união dos aviadores e a importância dos estudos técnico-científicos foram os temas principais da Jornada Aeronáutica Abrapac, evento realizado em 24 de agosto, no auditório do hotel Nobile Suites Congonhas, em São Paulo.

O evento iniciou com uma introdução realizada pelo presidente da ABRAPAC, comandante Luiz Gustavo Parise, que agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância da existência de uma associação de pilotos.

Em seguida, o diretor de comunicação, comandante André Pacheco, fez a abertura do evento lembrando uma passagem do célebre livro “O Grande Circo”, em que o aviador franco-brasileiro Pierre Clostermann fala sobre o respeito e união que o ofício da aviação enseja entre os pilotos, a despeito de nacionalidade, ideologia ou diferenças de opinião.

20160824_100028
O professor Mário Sérgio Cortella fez, então, uma apresentação intitulada “Cenários turbulentos, mudanças velozes”, em que, particularmente, apontou a enorme modificação do cenário cotidiano, cultural, empresarial, político e profissional ocorrida no Brasil nos últimos vinte anos – inclusive no cenário da aviação civil, tema pelo qual tem interesse especial.

Em meio a um cenário tão dinâmico quanto o atual, destacou a necessidade de os aviadores se unirem em prol da segurança e do bem-estar. Cortella fez citações bem-humoradas, como a Regra 34 de São Bento para os monges: “É proibido resmungar”, sublinhando que os problemas que surgem a cada dia na categoria dos aeronautas devem ser debatidos e solucionados, em vez de apenas lamentados.

Outra citação de destaque foi a do ditado romano “a sorte segue a coragem”. Segundo o filósofo, é preciso ter a coragem de começar e buscar o que se deseja, e não imaginar que a sorte virá ao acaso.

Ao aplicar esse conceito ao dia a dia dos aviadores, o professor Cortella ainda evidenciou a necessidade de união dos pilotos em um momento tão turbulento quanto o atual, de tamanhas mudanças, mencionando um antigo ditado africano que diz: “Se você quer ir apenas rápido, vá sozinho; mas, se quiser ir longe, vá com alguém”.

No final de sua apresentação, o professor Cortella foi amplamente aplaudido e recebeu uma placa de homenagem em nome de todos os associados da ABRAPAC.

20160824_111558

Balões e fadiga em discussão – Em seguida à palestra do professor Mário Sérgio Cortella, aconteceu a palestra “Ifalpa Brasil – De pilotos para Pilotos”, do comandante Luiz Cabral, diretor de relações internacionais da ABRAPAC. Ao longo de 45 minutos, o comandante Cabral explicitou a atuação da IFALPA no cenário internacional.

Foram mencionados temas como o controle de uso de substâncias por aeronautas, os padrões de investigação de acidentes e as ações realizadas pela entidade em relação ao Brasil. Especial destaque teve a questão dos balões juninos e as formas mais sensatas de mitigar os riscos causados por eles.

Finalizando a Jornada Aeronáutica, o comandante Túlio Rodrigues, presidente da Asagol, fez uma apresentação sobre as mais recentes pesquisas relacionadas ao gerenciamento do risco de fadiga humana na aviação brasileira. Foram explicados conceitos científicos, assim como tecnologias em uso, como o modelo biomatemático SAFTE-FAST. Clique aqui para baixar o PDF da apresentação

O comandante Túlio expôs os resultados e recomendações de diversos estudos de fadiga, nacionais e internacionais, inclusive a constatação de que, em determinadas situações, a proporção relativa de acidentes ou exposição a eles aumenta em mais de 500% quando o tempo em serviço é alterado de 8 horas para 13 horas ou mais. Daí a importância de uma implementação de escalas otimizada, que minimize a possibilidade fadiga das tripulações.

20160824_120852

A Jornada Aeronáutica Abrapac contou com a participação não apenas de pilotos, mas também de estudantes de aviação civil, psicólogos, advogados, jornalistas e representantes de entidades do setor. Faz parte da diretriz de unir os aeronautas e disseminar o conhecimento técnico-científico, buscando a melhoria da segurança operacional, a produtividade da indústria como um todo e o aperfeiçoamento da qualidade de vida do aviador brasileiro.

20160824_101732

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO EVENTO