MENSAGEM DO PRESIDENTE: Aprovação da nova Lei do Aeronauta

A ABRAPAC sente-se orgulhosa e com a sensação de dever cumprido com a aprovação da nova Lei do Aeronauta, ocorrida ontem, no Senado Federal, em última instância da tramitação.

A história da nova regulamentação se mistura com a da própria associação. Em março de 2011, carentes de entidades fortes e sérias que defendessem a categoria e a segurança de voo, aeronautas formaram um grupo que viria a fundar a ABRAPAC.

Logo no início, grandes ameaças surgiram, como a proposta de alteração na lei que aumentaria jornadas, negligenciaria o gerenciamento de fadiga e, consequentemente, afetaria perigosamente a segurança de voo.

Numa luta solitária e idealista, o fundador da associação e primeiro presidente, comandante Carlos Seixas, em conjunto com os comandantes Paulo Licati, Rogério Aguirres e outros diretores, empreendeu uma batalha técnico-científica contra aquele projeto de lei, revertendo seu rumo e favorecendo a apresentação de uma nova proposta, muito mais benéfica e cientificamente embasada.

Dessa luta, percebeu-se a necessidade de fortalecer o SNA, que vivia uma letargia na época, sem confiabilidade ou representatividade. A ABRAPAC apoiou intensamente a renovação e, assim, surgiu um SNA completamente diferente, que, com as prerrogativas trabalhistas, assumiu a frente de trabalho da nova Lei do Aeronauta.

Com a união e o suporte também de ASAGOL e ATT, os aeronautas adquiriram junto ao Congresso nacional uma força singular, rumando à conquista deste último dia 12.

O amadurecimento máximo deste processo unge a ABRAPAC e as entidades irmãs com o devido respeito perante a sociedade. Gostaríamos de parabenizar, desta forma, os principais responsáveis pela conquista: OS AERONAUTAS, que acreditaram e sempre atenderam aos chamados, demonstrando a real força do grupo.

Parabenizamos e reconhecemos também o excelente trabalho realizado pela diretoria e staff do SNA, assim como todo o suporte oferecido por ASAGOL e ATT.

Em especial, um agradecimento aos nossos estimados associados, que, assim como esta diretoria e staff, primam pelo idealismo, característica esta que muda o mundo.

Muito há para construir ainda, e seguimos firmes no rumo. Pois sabemos que o maior beneficiário da nova lei e de nossas ações futuras é a população brasileira, que passará a ter uma aviação mais segura e com maior qualidade.

Aldo Bien
Presidente da ABRAPAC