Projeto Fadigômetro é apresentado à ANAC

Esq. para dir.: Paulo Licati (ABRAPAC), Felipe Miguel Ribeiro (ANAC), Rafel Gasparini (ANAC), Ricardo Bezerra (ANAC), Tulio Rodrigues (ASAGOL), Frida Fischer (USP), André Frazão (USP) e João Luiz Barbosa (ANAC).

Representantes do Projeto Fadigômetro, iniciativa conjunta das entidades ABRAPAC, ASAGOL, ATL e SNA, reuniram-se na quarta-feira (26) com a Diretoria da ANAC para apresentarem o estudo.

Na ocasião o Cmte. Tulio Rodrigues (ASAGOL/Instituto de Física da USP), porta-voz científico do Fadigômetro, fez a apresentação para a agência reguladora, que foi representada pelo Sr. Ricardo Bezerra, Diretor, e seu assessor Filipe Miguel Ribeiro, pelos Srs. Rafael Gasparini, da Superintendência de Padrões Operacionais, e João Luís Barbosa, da Gerência de Normas Operacionais e Suporte, e pelo Sr. Rodrigo Viana Torres, assessor do Diretor Juliano Noman, dentre outros.

Também estiveram presentes, representando o corpo técnico e científico do Fadigômetro, o Cmte. Paulo Licati (Presidente da ABRAPAC) e os professores André Frazão, do Instituto de Biociências da USP, e Frida Fischer, da Faculdade de Saúde Pública da USP.

A abertura dada pela agência para conhecer o Fadigômetro, pesquisa premiada nacionalmente, foi uma oportunidade para que os aeronautas expusessem pontos importantes sobre o gerenciamento dos riscos da fadiga na aviação, reforçando sua disposição para contribuir com a segurança de voo no país.

Números do Fadigômetro

– Mais de 680 mil horas de jornada no banco de dados;
– Mais de 200 mil etapas de voo computadas;
– Mais de 7,7 mil escalas processadas.

Sobre a pesquisa

Com foco técnico e científico, o Fadigômetro pretende estabelecer indicadores para quantificar o risco relativo de fadiga na aviação regular brasileira, permitindo a proposição de estratégias para sua mitigação.

Conheça o projeto e saiba como participar em www.fadigometro.com.br

(Texto: Asagol)