RESPOSTA DA ANAC SOBRE COMBUSTÍVEIS

A ABRAPAC enviou à ANAC no dia 9 de julho um ofício pedindo atenção a denúncias sobre suspeita de contaminação de gasolina de aviação. Solicitamos a intervenção da agência para que fosse feita uma investigação sobre as condições técnicas e de qualidade do combustível distribuído no Brasil nos últimos 180 dias.

A ANAC respondeu à ABRAPAC com ofício assinado pelo chefe da Assessoria de Segurança Operacional, Wagner William de Souza Moraes. A agência alegou ter, em primeiro lugar, repassado as informações à Agência Nacional do Petróleo (ANP), de quem seria a competência legal e técnica sobre o problema.

Paralelamente, a ANAC emitiu o Boletim de Aeronavegabilidade (BEA) 2020-08 e coordenou esforços com o Cenipa e diversas superintendências internas da própria agência em busca de informações que permitam elucidar a questão.

A ABRAPAC continua acompanhando as apurações e informará os associados conforme novidades apareçam.